12/04 Dia do Obstetra

12/04 Dia do Obstetra

O profissional que atua como obstetra é responsável pela saúde das gestantes e dos recém-nascidos. Ele deve fazer com que o processo de nascimento de uma criança seja o mais normal possível, atendendo à todas as necessidades físicas e emocionais das pacientes.

Até o ano de 1832, somente as mulheres que possuíam a “Carta de Examinação” podiam praticar a profissão. O aprendizado, geralmente, acontecia de maneira hereditária, onde as filhas aprendiam com suas mães quais eram os procedimentos para realizar um parto.

Atualmente, estes profissionais precisam de graduação completa para poderem exercer esta função.

Sobre o parto:

Existe um tipo melhor de parto?

O melhor parto é o mais adequado. Temos que pensar que a cesariana tem duas indicações principais, quando a mãe precisa ou quer, que é discutível, ou quando o bebê precisa para que os dois saiam bem deste processo. Se o bebê e a mãe não precisam desta alternativa, o ideal é fazer um parto normal.

Quais são as vantagens de ser fazer o parto normal?

Os dois tipos de parto tem suas vantagens. A cesárea, por exemplo, é maravilhosa para evitar algumas complicações, como por exemplo, a contaminação vertical do vírus HIV. O parto normal é, como diz o nome, o mais normal e natural, não é preciso ir contra a natureza. No parto normal, como é espontâneo, temos uma chance muito maior de o bebê nascer na data certa. Já que não há ninguém indicando a data para ele nascer. Evita-se também as complicações naturais que podem acorrer uma cirurgia, como lesões de bexiga ou intestino devido ao procedimento.

A maioria das mulheres que tem parto normal também se recuperam mais rápido. Elas ficam menos tempo no hospital, e isso nos leva a acreditar que o parto normal deixa a mulher melhor e mais rápido do que o parto cesáreo. Nós nem devíamos estar discutindo a o parto normal sobre a cesárea, e sim que o parto normal é o mais natural e a cesárea e uma alternativa quando necessário.

Fontes:

Fechar Menu